A Comparison of IPM and Organic Farming Systems Based on the Efficiency of Oophagous Predation on the Olive Moth (Praysoleae Bernard) in Olive Groves of Southern Iberia

Agricultura Biológica
Num estudo de comparação da eficiência entre iPM ( sistemas de gestão integrada de proteção das culturas) e sistemas de agricultura biológica na predação de Oophagous na traça-da-oliveira (Prays oleae Bernard) em olivais do sul da península Ibérica, encontraram-se diferenças significativas entre ambos os sistemas. Entre os parâmetros considerados, quer em Portugal como em Espanha, a densidade populacional da praga revelou-se significativamente superior no modo biológico. No entanto, no que respeita às taxas de predação de Oophagous, no modo de produção biológico a  supressão foi cerca de 86% da população de ovos,  o que resultou na recuperação de 76-80% dos frutos inicialmente infestados. Em contrapartida, nos olivais do IPM, as taxas de recuperação foram detetadas como apenas 54%, aproximadamente. Estas diferenças levaram a taxas médias de queda de fruta de 28% nos olivais com gestão  IPM  e nos olivais com gestão em modo de produção biológico o valor foi cerca de metade  (14,5%) 
Lei aqui o artigo “A Comparison of IPM and Organic Farming Systems Based on the Efficiency of Oophagous Predation on the Olive Moth (Praysoleae Bernard) in Olive Groves of Southern Iberia” publicado em outubro de 2022.
O estudo e o artigo envolveu de Espanha o Departamento de Biologia Animal, Biologia Vegetal e Ecologia,  do Instituto Universitário de Investigação em Olivais e Azeites da Universidad de Jaén e o Departamento de Biologia-IVAGRO  da Universidade de Cádiz. De Portugal  teve  a participação da Universidade de Évora, com o Instituto Mediterrânico de Agricultura, Ambiente e Desenvolvimento e  o Departamento de Geociências
Fique a conhecer o artigo em seguida:
Última atualização porem ProBioMadeira em 14 de Dezembro, 2022
32
Gostou do artigo?0000